Terça-feira, 23 de Maio de 2006

Envelope 9

PGR explica declarações com pressões sentida
    O Procurador-Geral da República (PGR), Souto Moura, justificou as suas recentes declarações sobre o «Envelope 9», com as pressões sentidas durante a semana passada, no sentido de comentar o caso.
     Em entrevista à Rádio Renascença, Souto Moura afirmou que «nisto como noutras situações, sou preso por ter cão e preso por não ter. Durante a semana passada havia uma insistência muito grande para que se dissesse alguma coisa de como é que está este processo – venho dizer… e sou alvo de todas as críticas e mais algumas».

COMENTÁRIO  Depois de o EX-Presidente da república lhe ter pedido expressamente a máxima urgência, num caso relativamente simples, este sr. (  PGR ) ,  fez ouvidos de mercador. Passaram-se os meses, e agora vem para a comunicação social proferir declarações, que são no mínimo, tanto anedóticas como triviais. Passado uma semana afirma que , essas declarações, são o resultado de uma pressão sentida. Oh Sr. Souto Moura, o que lhe pedem é, somente, para cumprir a sua função, deixe de lado essa mania da perseguição, e assuma de uma vez por todas a sua incompetência e DEMITA-SE.
publicado por ummundomelhor às 17:44
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vergonha

. Exemplo

. Cartão amarelo às regras ...

. Faça-se Justiça

. Heroi Eterno

. Hasta la vitória, siempre

. Carta de Che a Fidel

. Mundial Alemanha 2006

. A resposta

. Contra Guantánamo, contra...

.arquivos

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.favorito

. Pensamento do Dia

. O Hino

.links

.Notícias na Hora

blogs SAPO

.subscrever feeds