Terça-feira, 30 de Maio de 2006

Chateiam-se as comadres sabem-se as verdades...

Paulo Morais: «Portugal vive num sistema cartelizado»


Paulo Morais, ex-vice-presidente e vereador para o Urbanismo na Câmara Municipal do Porto, voltou a garantir que existe «um tráfico generalizado de influências» nas obras públicas, em Portugal, país dominado por «um grupo restrito de pessoas». No entanto, assegura, o Ministério Público tem «informação bastante para intervir».

Garantindo que para mudar o sistema «são precisos políticos com coluna vertebral» e que «em Portugal temos políticos que não são mais do marionetas ao serviço de interesses obscuros», Paulo Morais denuncia «um tráfico de influências generalizado» nas obras públicas, ao mesmo tempo que recorda que «a maioria dos partidos e da vida partidária é financiada por empreiteiros e imobiliárias, uma situação dramática», de «sistema cartelizado: um grupo restrito de pessoas domina o País». As «corporações que já mandavam em Portugal antes do 25 de Abril», precisa.

Na opinião do ex-autarca, este é um problema que «atravessa transversalmente quase todos os partidos», embora se exerça «com maior relevo nos partidos do poder», sendo que em «quase todos» eles existem, segundo Paulo Morais, políticos com avenças de empreiteiros.

Ainda assim, Paulo Morais estranha o «inexplicável silêncio» da parte de alguns dirigentes nacionais do PSD na sequência das acusações que proferiu, embora defenda a posição do líder Marques Mendes, que, «em função das posições que tem vindo a tomar», «pode induzir uma mudança no regime»


COMENTÁRIO Se Paulo Morais o diz... Ele, que esteve imiscuido no pelouro directamente ligado a estas acusações, saberá com certeza fundamentar-las. Não me parece que seja um caso de vingança, mas sim uma denúncia, que não nos surpreende pela constatação de uma realidade, mas sim por ter sido proferida por um correlegionário de um sistema putrido e sectário. O diagnóstico traçado é preciso e directo, apontando a etiologia de um dos mais graves problemas que atinge a nossa sociedade, a corrupção. Corroboro a sua opinião.

Este maquiavelismo serventil, da classe política que nos governa à 30 anos, para com o lobi do betão, dos interesses obscuros, tem de acabar...

Esta corrupção política que permite que as leis e as políticas do governo sejam usadas para beneficiar os agentes económicos corruptos (tanto os que dão e os que recebem subornos ) e não a população do país como um todo, tem de acabar...

A corrupção que provoca distorções económicas no sector público direccionando o investimento de áreas básicas como a educação, saúde e segurança para projectos em áreas em que o suborno e comissões são maiores, tem de acabar...

Não podemos ficar consternados a olhar, temos de agir, sob pena de estar-mos a ser coniventes e cúmplices...

publicado por ummundomelhor às 08:51
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Carrapato a 30 de Maio de 2006 às 11:01
Esta eu vou ter que comentar. Será que se o Rui Rio não tivesse dispensado o Sr. Paulo Morais, este teria feito alguma denúncia, ou teria mantido o silêncio, e continuaria a fazer parte do "sistema"?
Quer agora dar uma imagem de cidadão exemplar? Mas no entanto esteve calado durante muitos anos, esteve calado com o que sabia e viu enquanto trabalhava no 1º de Janeiro, esteve calado enquanto fez campanhã e esperou ser um dos "escolhidos" e esteva calado enquanto esteve na Câmara. Não é vingança? Pois não, é despeito por ter ficado de fora.
E eu conheço o sr., sei do que falo.
Abraços

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vergonha

. Exemplo

. Cartão amarelo às regras ...

. Faça-se Justiça

. Heroi Eterno

. Hasta la vitória, siempre

. Carta de Che a Fidel

. Mundial Alemanha 2006

. A resposta

. Contra Guantánamo, contra...

.arquivos

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.favorito

. Pensamento do Dia

. O Hino

.links

.Notícias na Hora

blogs SAPO

.subscrever feeds