Terça-feira, 13 de Junho de 2006

ALVARO CUNHAL 1913 - 2005

Amigo Álvaro, és, foste e serás sempre um dos meus heróis.

Ainda tenho vivo na minha memória, a dimensão e o significado da homenagem que, faz hoje um ano, te foi prestada pelos trabalhadores e pelo povo vindo de todo o país. Militantes do Partido e simpatizantes, gente sem filiação partidária, membros de outras forças políticas, homens, mulheres, oriundos de todos os sectores da sociedade portuguesa, participaram naquela que foi, seguramente, a maior cerimónia fúnebre alguma vez realizada em Portugal.

Prometi a mim mesmo que não choraria neste dia, mas ao som da Internacional, e de cravo na mão, não consegui resistir, foi mais forte. Senti que a revolução pode ainda estar viva, mesmo depois de ter sido traída em 75, isto foi o que me ensinas-te, sempre com confiança no futuro, pelos interesses e direitos dos trabalhadores, por uma sociedade de liberdade e democracia, pelo bem do nosso povo e da nossa pátria, pelo teu partido como partido da classe operária, dos trabalhadores, de todos os explorados e ofendidos, por uma sociedade socialista.

Presto-te assim a minha homenagem, a ti, que lutas-te incessantemente, até à exaustão pela Liberdade de um povo, pela tua coerência de quem fez a opção pelo ideal comunista uma opção de vida e a concretizou, pela tua abnegação à causa da classe operária e dos trabalhadores, da solidariedade internacionalista, do compromisso e dedicação sem limites aos interesses dos trabalhadores e do povo português, da soberania e independência de Portugal.

Sei que não querias discursos para assinalar a tua ida, por isso simplesmente te digo...


Obrigado Álvaro Cunhal... Até à luta final...

publicado por ummundomelhor às 02:22
link do post | comentar | favorito
3 comentários:
De sabes bem quem.... a 13 de Junho de 2006 às 11:14
Não vou falar dele, nem bem nem mal, nem dos outros que nunca gostaram dele (até à um ano atrás), digo simplesmente que o que mais me custa é que nós próprios, comunistas de gema, não estamos a seguir o seu exemplo, estamos cada vez mais como os outros.......é pena João, é pena.

Um abraço GRANDE do teu irmão
De Manuel Norberto Baptista Forte a 13 de Junho de 2006 às 12:40
Se me permite subscrevo a 100% o que está escrito sobre Alvaro Barreirinhas Cunhal.
De Aristides a 13 de Junho de 2006 às 14:49
O exemplo de coerência, dedicação e principalmente, desapego faz dele um espírito superior, apesar de tais valores não estarem na moda. Mas o mundo ainda há-de ser melhor, acredito. Um abraço

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vergonha

. Exemplo

. Cartão amarelo às regras ...

. Faça-se Justiça

. Heroi Eterno

. Hasta la vitória, siempre

. Carta de Che a Fidel

. Mundial Alemanha 2006

. A resposta

. Contra Guantánamo, contra...

.arquivos

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.favorito

. Pensamento do Dia

. O Hino

.links

.Notícias na Hora

blogs SAPO

.subscrever feeds