Quarta-feira, 14 de Junho de 2006

O novo estado americano

Bush em Bagdad para visita de surpresa e sob secretismo


O presidente dos EUA, George W.Bush, chegou hoje a Bagdad numa visita de surpresa mantida no mais estrito secretismo, noticiou a cadeia de televisão CNN..

A visita tem por objecto, segundo o canal norte-americano, uma reunião com o novo primeiro-ministro iraquiano, Nuri Al-Maliki, agora que está completada a formação do novo governo deste país.

O presidente dos Estados Unidos lançou segunda-feira uma ampla consulta sobre os meios para ajudar o novo governo iraquiano a combater a violência e para fornecer ajuda à população iraquiana em produtos essenciais, considerando prematuro falar da retirada norte-americana do Iraque.

Desta forma, o presidente norte-americano tratou de se informar sobre o parecer dos diplomatas e dos comandantes militares na sequência dos acontecimentos registados após o completamento do governo de Maliki há menos de uma semana.



COMENTÁRIO Mr. Danger foi ao terreno verificar e saudar os crimes de guerra por ele cometidos, depois da comissão de inquérito concluir que os EUA são responsáveis pelo massacre de 24 civis em Haditha. Primeiro afirmou que as vítimas resultaram da explosão de um veículo armadilhado pela resistência, mas a força dos factos e a sua denúncia não permitiu a manutenção de mais uma mentira. As conclusões da investigação são claras e acusam sem rodeios os militares de terem assassinado 24 civis como forma de «retaliação». No entanto, Mr. Danger já fez saber que os soldados envolvidos no incidente foram ilibados de qualquer culpa. O general William Caldwell afirmou que os «rapazes» agiram de acordo com as regras estabelecidas e, como tal, tratou-se apenas de uma operação de busca a «um membro da al-Qaeda». Uns são terroristas, os outros são benfeitores e tudo lhes é permitido.
Depois de ter orquestrado e pago uma campanha para Al-Maliki ( seu discípulo ), só agora, e depois do plenário ter sido suspenso várias vezes é que Al-Maliki
conseguiu reunir consenso sobre os nomes dos ministros da Defesa e do Interior.
Já ninguém acredita que no actual clima de guerra aberta e de massacres constantes, o governo de Bagdad detém autoridade para além do perímetro de segurança em torno dos principais edifícios estatais.
Depois de Romano Prodi anunciar a retirada do contingente Italiano do Iraque, cada vez estão mais sozinhos, mas orgulhosamente sozinhos, para poderem continuar impunemente com os massacres a inocentes civis.
E assim se “ ajuda “ o Iraque...


publicado por ummundomelhor às 00:04
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Vergonha

. Exemplo

. Cartão amarelo às regras ...

. Faça-se Justiça

. Heroi Eterno

. Hasta la vitória, siempre

. Carta de Che a Fidel

. Mundial Alemanha 2006

. A resposta

. Contra Guantánamo, contra...

.arquivos

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

.favorito

. Pensamento do Dia

. O Hino

.links

.Notícias na Hora

blogs SAPO

.subscrever feeds